VÍDEO: Rosto de atirador do atentado perto de sinagoga na Alemanha é revelado

Um vídeo de 35 minutos foi publicado on-line após o ataque ‘anti-semita’ no dia mais sagrado do judaísmo, no qual explosivos foram deixados perto da sinagoga e uma granada lançada em um cemitério judeu em Halle, na Alemanha.

Inicialmente, os policiais de Halle falaram em um único suspeito, um homem. Pouco depois, passaram a considerar um crime com a participação de vários envolvidos, provavelmente três pessoas.

Emseu perfil oficial no Twitter, a polícia confirmou a prisão de uma pessoa, mas pediu para que os moradores de Halle permaneçam vigilantes.

Veja vídeo:

O tiroteio desencadeou um enorme fluxo de policiais para a cidade, entre as unidades da SEK, a elite da polícia antiterrorista alemã.

A polícia armada também foi posicionada em torno das sinagogas em Leipzig – onde um alerta de emergência foi brevemente emitido antes de ser revogado – e em Dresen, a cerca de 150 quilômetros de distância.

Extremismo cresce na Alemanha

O ataque ocorre poucos meses depois do assassinato na cidade de Hesse de Walter Lübcke, um político pró-migrantes do partido conservador da chanceler Angela Merkel (CDU). O principal suspeito é membro do movimento neonazista.

Esse caso chocou o país, onde a extrema direita anti-imigrante tem registrado sucessos eleitorais. Isso despertou o medo de um terrorismo de extrema-direita, como o do grupo NSU, que está por trás dos de vários assassinato migrantes entre os anos 2000 e 2007.

Na Alemanha, cresce o número de precedentes violentos contra autoridades que se manifestam a favor de políticas de acolhimento, como Lübcke: um ataque a faca contra a prefeita de Colônia, Henriette Reker, em 2015, e contra o prefeito de Altena, Andreas Hollstein, em 2017. Ambos escaparam da morte por pouco.

A Alemanha é confrontada com “uma nova RAF”, uma “RAF marrom”, disse o “Süddeutsche Zeitung”, em referência ao grupo terrorista de extrema-esquerda Fração do Exército Vermelho, também conhecido como Grupo Baader-Meinhof, que esteve ativo entre 1968 e 1998.