Indivíduo foi preso após postar fotos e vídeos de suposto plano de atentado contra ; investigação tramita em segredo de Justiça

A Polícia Federal cumpriu neste domingo dois mandados de busca e apreensão, nas cidades mineiras de Três Corações e Alfenas.

As ordens foram expedidas pela Justiça Federal e apuram crime contra a segurança nacional a partir de ameaças, publicadas nas redes sociais, contra o presidente Jair Bolsonaro.

A investigação teve início após um homem ser detido, na última sexta, por ter postado, em rede social, fotos e vídeos de suposto plano de atentado contra Bolsonaro.

Bolsonaro estava em visita oficial à Escola de Sargentos das Armas de Três Corações. Ele participou da solenidade de formatura do curso de sargentos.

O suspeito trabalhava como terceirizado na ESA e aparecia em vídeos postados em redes sociais. O crime investigado tem pena de 3 a 10 anos de reclusão. A investigação tramita em segredo de Justiça.

Fonte: Veja