Índia ultrapassa o Brasil e se torna o segundo país com mais casos de coronavírus

Mais de 4,2 milhões de pessoas foram infectadas pela doença no país. No domingo (6), teve maior número de casos confirmados em um dia em todo o mundo.

A Índia ultrapassou o Brasil e se tornou nesta segunda-feira (7) o segundo país do mundo com mais casos de Covid-19, de acordo com dados do Ministério da Saúde indiano.

O país chegou a 4,2 milhões de infecções pelo novo , ficando atrás apenas dos Estados Unidos, que têm mais de 6,4 milhões de casos confirmados.

O Brasil tem 4,13 milhões de infectados, mas é um dos países que menos testam no mundo, o que contribui para que o número de casos notificados seja menor do que os que existem de fato. Além disso, a população da Índia é cerca de 6 vezes maior que a do Brasil: são 1,3 bilhão de habitantes, contra 210 milhões no Brasil.

No domingo (6), a Índia bateu o recorde diário global de novos casos de Covid-19, com mais de 90 mil notificações de infecções pelo coronavírus. No mesmo dia, o Brasil teve 16,4 mil casos confirmados.

O número de óbitos causados pela doença na Índia passa de 70,6 mil. O país é o terceiro com mais mortes, atrás de EUA (188,5 mil mortes) e Brasil (126 mil), de acordo com a universidade americana Johns Hopkins.

Índia ultrapassa a marca de 4 milhões de casos de Covid-19

Segunda onda

A Índia conseguiu conter em um primeiro momento a expansão do novo coronavírus com um rígido confinamento, que durou 70 dias. Desde julho, cerca de um mês depois do início da reabertura, o país vem registrando uma aceleração no número de casos de Covid-19. Em 17 de julho, o país ultrapassou a marca de 1 milhão de infecções.

Especialistas dizem que a pandemia vive uma segunda onda em algumas partes do país, que é o segundo mais populoso do mundo, com 1,3 bilhão de habitantes. O número de casos aumentou, porque mais exames estão sendo feitos e houve uma liberação parcial das locomoções da população.

Na capital, Nova Déli, os serviços de metrô serão parcialmente retomados a partir desta segunda-feira.

O vírus se espalhou de grandes cidades para outras partes do país, disse Randeep Guleria, diretor do Instituto de Ciências Médicas da Índia em Nova Déli, em entrevista ao India Today TV. O número de casos pode continuar a aumentar antes que a curva se estabilize, disse.

Fonte: G1