A presidenta nacional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Jurema Machado, esteve nesta quinta-feira (05), em Penedo, participar da inauguração da Casa do Patrimônio, e anunciar oficialmente a liberação da licitação para a requalificação do Centro comercial, chamado de Largo de São Gonçalo.

 A gestora da instituição federal, ligada ao Ministério da Cultura (Minc), também participou da entrega a população ribeirinha, de um espaço no primeiro andar do prédio, que também vai abrigar uma exposição permanente que conta a história de Penedo, com foco no apogeu econômico da cidade.

 Para o prefeito de Penedo, este momento é mais um importante acontecimento para a cidade. “Agora nossos munícipes vão contar com um atendimento de qualidade para resolver as suas pendências e tirar dúvidas com o órgão. Com a inauguração do escritório, o povo penedense e os turistas, também ganham um importante local que conta a história da nossa cidade. E claro, este dia também oficializa uma das mais importantes obras contempladas pelo PAC das Cidades Históricas, a requalificação da Avenida Floriano Peixoto, Travessa Batista Acioly, Travessa Joaquim Nabuco e São Miguel. Uma das mais importantes entre as nove intervenções que vão acontecer”, pontuou Marcius Beltrão.

 A oficialização, com inauguração do escritório do IPHAN e lançamento da exposição permanente que conta a história de Penedo, contou com a presença da presidenta da nacional do órgão federal, que tem como finalidade zelar pelo patrimônio arquitetônico Brasileiro, Jurema Machado, que veio de Brasília para a solenidade.

 “Estou impressionado com a beleza da cidade. Repleta de peculiaridades e influências, que podem contar a história do Brasil. Com os projetos aprovados, Penedo só tem a ganhar. E nesta quinta-feira (05), o projeto do Largo de São Gonçalo, está oficialmente liberado para licitação”, garantiu Jurema Machado.

 Prédio e exposição na Avenida Floriano Peixoto

 O imóvel pertence a Santa Casa de Misericórdia de Penedo e foi cedido mediante acordo com o IPHAN, que o restaurou por completo e vai usar o local por 20 anos, mediante comodato. O prédio vai obrigar o escritório do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), onde será tratado tudo com relação ao patrimônio histórico. A princípio, vai funcionar com atendimento ao público duas vezes por semana.

 No primeiro andar, uma exposição permanente sobre a história de Penedo, com total interação entre os visitantes e as instalações, que contam com computadores, totens, displays e imagens.  O escritório ainda e dotado de um elevador para portadores de necessidades especiais e idosos.

 Obras do PAC das Históricas em Penedo

 Em Alagoas, apenas duas cidades foram contempladas, sendo Penedo, com a maior quantidade de projetos, e Marechal Deodoro, bem menor a aprovação. Piranhas não apresentou nenhum. No Brasil, 44 municípios foram contemplados do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC das Cidades Históricas).

 Em Penedo, os recursos ultrapassamos os 25 milhões, com todos projetos, incluindo o último, contingenciado através do Ministério do Turismo, por meio de emenda parlamentar do deputado federal Renan Filho.

 1 – Requalificação urbana do Largo de São Gonçalo; Licitação lançada nesta quinta (05);

2 – Teatro Sete de Setembro; Fase final para liberação de licitação;
3 – Marina Pública; Fase final para liberação de licitação;
4 – Cine Penedo; Em fase final de conclusão das obras;

5 – Montepio dos Artistas; Licitação em andamento;
6 – Círculo Operário; Fase final para liberação de licitação;
7 – Biblioteca de Penedo; Licitação em andamento;
8 – Chalet dos Loureiros; Fase final para liberação de licitação;
9 – Cais da Marina de Penedo; Fase final para liberação de licitação;
Total: totalizando R$ 20.887.000,00.

 10 – Cine São Francisco – Recursos do Ministério do Turismo, emenda do deputado Renan Filho; R$ 4.947.830,25 – Centro de Convenções de Penedo;

O evento contou com as presenças do prefeito de Penedo, Marcius Beltrão, do vice, Ronaldo Lopes, do coordenador nacional do PAC das Cidades Históricas, Robson Almeida, da presidenta nacional do IPHAN, Jurema Machado, do superintendente do órgão em Alagoas, Mário Aluízio. Além de secretários municipais e vereadores.

 

 

Por: Assessoria