Rogério Ceni poderá deixar o Cruzeiro a qualquer momento, afirma site

SuperFC confirmou com fontes do clube que o treinador não gostou da fala de Dedé, que disse que não poderia abrir mão de Thiago Neves; entenda

Um desentendimento entre o técnico Rogério Ceni e os atletas do Cruzeiro pode selar o término do passagem do comandante pela Toca da Raposa. Na noite dessa quarta-feira, logo após conceder coletiva no Castelão, local onde o Cruzeiro empatou por 0 a 0 com o Ceará, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Rogério Ceni foi o primeiro a deixar o vestiário em direção ao ônibus que levava a delegação.

Super FC confirmou com fontes dentro do clube que o comandante não gostou da fala de Dedé, que pediu a palavra sobre a importância de não se abrir mão de um atleta como Thiago Neves no time titular, algo que o defensor já havia falado em coletiva.

Antes disso, em sua própria entrevista pós-jogo, Ceni havia comentado que optou por preterir Thiago Neves em relação ao jovem Maurício por esperar que o atleta tenha brilho nos olhos para poder atuar. O treinador ainda chegou a dizer na mesma entrevista que iria tirar o Cruzeiro da situação “se pudesse trabalhar”.

Ainda segundo apuração do Super FC, parte do elenco do Cruzeiro se encontra rachado com as perspectivas do treinador, com atletas externando a situação nos bastidores para pessoas próximas. O clima de divisão vem influenciando diretamente no rendimento em campo.

Super FC questionou o Cruzeiro sobre a situação e a sequência de Ceni no comando. O clube apenas divulgou que não vai se pronunciar sobre o caso no momento.

Recentemente, Ceni vem preterindo alguns nomes no Cruzeiro, como o lateral-direito Edílson e o atacante Sassá, que sequer viajaram com a delegação para Fortaleza.

Ceni completou nessa quarta-feira seu oitavo jogo pelo Cruzeiro, acumulando duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Fonte: O Tempo