26.6 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

“Povo vai pegar Auxílio e não vai votar em Bolsonaro”, diz Lula


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a falar sobre o novo Bolsa Família do Governo Federal. Em entrevista para jornalistas nesta segunda-feira (16), ele disse que os usuários do programa em questão irão usar o dinheiro mas não votarão no Presidente Jair Bolsonaro. As próximas eleições presidenciais acontecem no próximo ano.

“Eu fico feliz se, de verdade, o povo possa receber um pouco mais de dinheiro. Mudar (o programa) de nome é uma coisa pequena. Se você não está bem com o seu marido, não é mudando de nome que você vai resolver o seu problema. Se o Bolsonaro não está bem na sua relação social, não é tentando mudar o nome de um programa social que vai melhorar”, disse Lula.

“Eu jamais vou falar contra qualquer aumento que signifique melhoria na qualidade de vida do povo. O que vai acontecer e a grande lição que ele vai aprender é que o povo vai receber e vai votar contra ele”, completou o Presidente enquanto fazia uma visita na cidade de Moreno, no estado de Pernambuco.

Muito se fala sobre o possível interesse eleitoral do Presidente Jair Bolsonaro no aumento nos valores do Bolsa Família. O chefe do executivo nega e diz que isso é fruto da preocupação com as pessoas mais humildes neste momento. Ele também costuma dizer que está “consertando os erros dos Governadores”.

O fato, no entanto, é que Bolsonaro mudou radicalmente de opinião sobre esse programa em um intervalo de poucos meses. No final do ano passado, o chefe do executivo prometeu que não daria aumento nenhum no projeto até o fim do seu mandato. Agora, o mesmo Presidente fala em aumentar os valores para a casa dos R$ 400.

Pesquisas

Não dá para saber o que fez o Presidente mudar de ideia sobre esse auxílio dentro de alguns meses. O que é fato é que no meio dessas duas opiniões está a divulgação de pesquisas de opinião que mostram que Bolsonaro perderia as eleições presidenciais caso o pleito acontecesse agora.

Você Pode Gostar Também:

O Presidente vem negando portanto que esse seja o motivo de sua mudança. Na verdade, Bolsonaro argumenta que não acredita nesses levantamentos e frisa que costuma receber muito apoio em todos os lugares em que costuma aparecer no país.

De qualquer forma, a mudança de opinião sobre o Bolsa Família existiu. O novo programa, aliás, deverá começar a fazer os seus pagamentos a partir do próximo mês de novembro, ou seja, semanas depois do fim dos repasses do Auxílio Emergencial.

Lula, Bolsonaro e o Bolsa Família

No entanto, não dá para negar o caráter político que o programa Bolsa Família vem tomando nos últimos meses. É que o benefício acabou se transformando em um motivo de um grande debate eleitoral entre todos os lados da política nacional.

Aliás, o Presidente Jair Bolsonaro disse recentemente que o valor que o Governo está pagando no Auxílio Emergencial é muito maior do que o PT pagou em vários anos de Bolsa Família. Ele costuma repetir isso com certa frequência em entrevistas.

Por outro lado, no entanto, Lula segue dizendo que não é contra aumentos de projetos sociais. Ele até argumenta que se voltar ao poder vai retirar o teto de gastos públicos para poder pagar ainda mais nesses programas.

Leia Também:

Está “bombando” na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br

Fonte: Notícias Concursos