Auxílio emergencial de R$300 e R$600 em 2021 ainda vai ser pago a 7 milhões


O auxílio emergencial de R$300 e R$600 foi efetivado por meio de depósitos até dezembro de 2020. No entanto, muitos trabalhadores ainda receberão o pagamento até 27 de janeiro. Um total de 7 milhões de pessoas ainda receberão o auxílio emergencial em 2021.

A liberação vai acontecer para quem nasceu em novembro e dezembro. Serão efetuados os pagamentos aos beneficiários do programa assistencial por meio de saques em espécie.

Quem não está cadastrado no programa Bolsa Família deverá seguir um calendário totalmente diferente do programa assistencial. Acontece que a liberação do calendário de pagamentos do auxílio emergencial para quem se cadastrou está sendo feita por meio de ciclos.

A cada ciclo – são 6 no total -, todos recebem pelo menos uma parcela, independente de qual seja. São duas etapas de pagamentos:

  • Inicialmente, o dinheiro será depositado por meio da poupança digital e ficará liberado somente para pagamentos via Tem.
  • Após isso, o auxílio é liberado para saques e transferências.

O calendário dos saques e transferências dos ciclos 5 e 6 é o mesmo, ou seja, o beneficiário poderá sacar ou transferir todo o dinheiro que sobrou das últimas parcelas do auxílio.

O número de parcelas a receber depende de quando o trabalhador, que não faz parte do Bolsa Família, começou a ganhar o benefício no valor inicial.

De acordo com o Governo Federal, as novas parcelas do benefício, no valor de R$300, começaram a ser pagas apenas após o fechamento das cinco parcelas iniciais de R$ 600. Novas inscrições não foram liberadas, portanto, apenas quem foi aprovado para as parcelas de R$ 600 poderá receber as parcelas extras. Sendo assim:

  • Quem recebeu a 1ª parcela em abril: 9 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em maio: 8 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em junho: 7 parcelas
  • Quem recebeu a 1ª parcela em julho: 6 parcelas

Fonte: Notícias Concursos

Comentários