O estado de Alagoas está 100% envolvido no tema corrupção, pois todos os seus senadores que representam o Estado foram citados na operação “Lava Jato”.

Foto: Internet
Foto: Internet

Segunda a polícia, mais de 10.000 pessoas compareceram ao protesto no domingo, 15 de março, na orla da capital alagoana. No Nordeste este número só foi batido pela capital do Ceará, Fortaleza, que segundo a revista Veja foram registradas aproximadamente 12.000 pessoas.

Visto como eterno reduto eleitoral do PT, o Nordeste também parou neste domingo para expressar sua insatisfação com o governo Dilma Rousseff. Até agora, as maiores manifestações ocorreram em Fortaleza, Ceará, e em Maceió, Alagoas. Segundo a Polícia Militar de cada Estado, 12.000 pessoas estiveram presentes na manifestação da capital cearense, e outras 10.000 na capital alagoana.

Em Recife (PE), a Polícia Militar contabilizou 8.000 manifestantes na orla da praia de Boa Viagem, enquanto em Salvador (BA), segundo cálculos da PM, 6.000 manifestantes estiveram nos protestos. Novos atos estavam previstos para acontecer durante a tarde deste domingo em outras capitais nordestinas, como Natal (RN), João Pessoa (PB) e Teresina (PI).

Confira o total de manifestantes nas capitais nordestinas:

Fortaleza – 12.000
Maceió – 10.000
Recife – 8.000
Salvador – 6.000
São Luiz – 3.000
Aracaju – 800

Mesmo Maceió sendo a segunda cidade com maior número de manifestantes, estranhamente a Rede Globo não mostrou se quer um link em toda a sua programação jornalística do manifesto na capital alagoana. Muitos alagoanos notaram a ausência da divulgação e pré-julgaram que seria um boicote da filiada da Rede Globo em Alagoas, pois a mesma é de propriedade da família do senador Fernando Collor.

Com informações da Revista Veja