Confirmada a morte do cantor Gabriel Diniz

Foto do último show do cantor em Feira de Santana na Bahia.

Amigos do cantor reconheceram o corpo do artista

Infelizmente é oficial, o cantor Gabriel Diniz foi uma das vítimas fatais em um acidente aéreo que vitimou três vítimas. A tragédia ocorreu ha poucas horas desta segunda-feira no povoado Porto do Mato, pertencente ao município de Estância em Sergipe. Amigos do cantor foram até o local e reconheceram Gabriel Diniz.

Gabriel saiu do aeroporto de Salvador com destino a capital alagoana. De acordo com informações, ele iria visitar sua namorada em Maceió.

A aeronave tinha capacidade para quatro pessoas e de acordo com as notícias informadas pelas reportagens, a aeronave não tinha autorização para transporte comercial de passageiros, serviria apenas para voo de instrução.

PERFIL

Gabriel Diniz canta em gravação do programa 'SóTocaTop', da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

Gabriel Diniz tinha 28 anos e nasceu em Campo Grande (MS). Ele foi criado em João Pessoa (PB), onde morava, e teve uma banda com amigos da escola. GD, como era conhecido, era um astro do forró, mas transitava bem no sertanejo.

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com “Jenifer”, o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topos das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões). Ele tinha empresários em comum com Safadão.

“Jenifer” foi escrita pelo grupo de compositores Big Jhows, originalmente para Gusttavo Lima. A interpretação de GD deu um tom mais leve e quase humorístico à letra.

Gabriel conseguiu comprar de Gusttavo a exclusividade de “Jenifer”, pelo mesmo valor que ele tinha pago aos compositores (eles não revelam a quantia). Tudo de forma amigável.

“Desde 2015 eu vou para Goiânia atrás de compositores. Fui o primeiro cara que saiu do Nordeste nessa busca. Depois foi o pessoal todo pra Goiânia: Wesley, Xand, até Simone e Simaria. Abrimos esse espaço para músicos e compositores”, explicou o cantor ao G1, no começo deste ano.

“Ninguém achou que ia ser esse sucesso. Nem o pessoal do meu escritório, nem meu empresário. O Wesley [Safadão] não acreditou, ninguém acreditou. Foi uma aposta minha, sozinho mesmo.”