O proprietário de uma das principais lojas de venda de aparelhos Celulares e Smartfones em Penedo, a autorizada Claro na cidade ribeirinha, anunciou em rede social que a partir da quarta-feira (06) suspendeu as vendas pelo convênio do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Penedo.

Motivo da suspensão é o atraso de pagamento conforme contrato firmado entre a CELL CENTER e SINDSPEM.

” A informação que nos chega é que o dinheiro está sendo descontado e não está sendo repassado para nós comerciantes, e infelizmente quem perde mais uma vez é o servidor!!!” Disse o proprietário Fernando Peixoto.

Vale salientar que para cada estabelecimento comercial penedense ter o convênio implantado em sua loja, é gasto cerca de R$1.000,00 em uma taxa única, e 5% ao mês das vendas realizadas através do convênio.

Há informações que outros pontos comerciais estão na mesma situação, inclusive também querendo tomar a mesma medida de suspensão.

Em contato com a presidenta do sindicato, Drª Sandra Alves, a mesma confirmou todo o ocorrido. Sandra Alves alegou que desde o mês de fevereiro/2014 que a Prefeitura Municipal de Penedo tem atrasado em 30 dias os repasses da consignação ocasionando assim no repasse aos comerciantes que possuem convênio com SINDSPEM. A mesma também afirmou que ingressou com uma ação que está tramitando na 3ª Vara Cível de Penedo, processo nº 0000629-05.2014.8.02.0049, onde foi pedido que o juiz arbitre uma multa diária em caso de atraso do repasse.