32 C
Penedo
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -


Todo texto escrito nesse blog é de responsabilidade do seu autor, não significando necessariamente o pensamento deste site.

TCU denuncia vereadores de Porto Real do Colégio por receber Auxílio Emergencial

Enquanto muitas pessoas viveram dias de desespero e faltou-lhes comida na mesa de casa para alimentar a família, alguns políticos que tinham seus salários garantido todos os meses, não pouparam ganância e falta de respeito ao povo, principalmente aqueles mais pobres. Diante da soberba, esses políticos, não pouparam também a falta de bom senso, tendo retirado naquela ocasião o pão da boca de mulheres, crianças e pais de família desesperados.

O Tribunal de Contas da União (TCU), divulgou na última sexta-feira, 05 de novembro, uma relação com os nomes dos vereadores, prefeitos e vice-prefeitos que concorreram aos cargos eletivos no último pleito eleitoral de 2020, declarando uma soma de bens que ultrapassaram os R$ 300 mil reais, porém, ainda assim, foram capazes de receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal, benefício que deveria chegar somente para aqueles que viveram dias de desespero tendo que ficar sem trabalhar por força da pandemia.

No município alagoano de Porto Real do Colégio, os vereadores Leaudo Alves Vilela que teve soma de bens equivalente a R$ 490.000,00 (Quatrocentos e noventa mil reais) e José Ricardo de Oliveira Filho, que teve declarado R$ 301.615,00 (Trezentos e um mil seiscentos e quinze reais), foram citados pelo TCU como vereadores eleitos em Porto Real do Colégio que receberam Auxílio Emergencial durante a pandemia provocada pelo novocoronavírus.

Em todo o país, são mais de 10 mil candidatos que aparecem no cruzamento de informações do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o Ofício nº 5035373/2021 – COR/SR/PF/AL, fica intimado o vereador Leaudo Alves Vilela a prestar esclarecimentos à Polícia Federal na próxima quinta-feira, 11 de novembro, às 10 horas.

Pelas informações, podemos seguramente concluir que alguns políticos conseguem ser mais nocivos e mortais que a própria Covid-19. Lamentável!